Obama faz comício e pede entusiasmo aos eleitores

Falando como se seu nome estivesse nas urnas, o presidente dos EUA, Barack Obama, motivou, em comício realizado hoje, os eleitores da Filadélfia a se manterem entusiasmados nas três semanas de campanha que restam até a eleição do Congresso. Obama implorou aos membros do Partido Democrata que mostrem a mesma energia que o ajudou a chegar ao poder em 2008. O presidente norte-americano apostou num discurso frequentemente usado ao falar para a multidão na comunidade de Germantown, recorrendo ao mesmo tom que o levou à Casa Branca.

AE/AP, Agência Estado

10 de outubro de 2010 | 21h00

Ele e seu partido sabem, no entanto, que os Democratas se encontram em situação de risco por causa da falta de entusiasmo que pode afastar os correligionários das urnas e favorecer uma possível maioria do Partido Republicano na Câmara dos Representantes ou até no Senado.

Há muitas razões para o otimismo dos Republicanos. Entre elas, pesquisas mostram que os eleitores estão descontentes e até nervosos com Obama e a liderança Democrata no Congresso. Obama e seus colegas de partido vêm sendo criticados pela lenta recuperação econômica e pelo alto desemprego no país.

O vice-presidente do país, Joe Biden, se juntou a Obama durante o comício, o segundo entre quatro já agendados para reacender o entusiasmo dos eleitores de Obama. "Precisamos de você tão empolgado quanto você estava em 2008", afirmou Biden.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.