Obama faz suspense sobre vice

Candidato, que escolheu companheiro de chapa durante as férias, pode anunciá-lo hoje

Patrícia Campos Mello, WASHINGTON, O Estadao de S.Paulo

20 de agosto de 2008 | 00h00

O campanha do senador Barack Obama, candidato democrata à Casa Branca, está criando uma febre de especulações sobre quem será o vice-presidente da chapa. O jornal The New York Times informou ontem que o senador estaria pronto para divulgar o nome hoje. Outros observadores estimam que Obama anunciaria o companheiro de chapa no sábado.De fato, no sábado Obama tem marcado na agenda um evento em Springfield, cidade do Estado de Illinois, onde ele iniciou sua campanha, em fevereiro de 2007. Analistas acreditam que o senador aproveitará o simbolismo da ocasião para realizar sua primeira aparição pública com seu vice. Nesse caso, Obama anunciaria o nome em primeira mão para seus eleitores por meio de mensagem de texto e e-mail, como prometido, na sexta-feira à noite e oficializaria a escolha em comício em Springfield. A escolha deve ser feita antes da convenção democrata, que começa na segunda-feira, em Denver, no Colorado - o companheiro de chapa tem discurso marcada para quarta-feira, um dia antes de Obama receber a indicação oficial do partido. Segundo assessores, Obama decidiu quem será o vice durante suas férias no Havaí, mas só cinco ou seis assessores mais próximos - além de sua mulher, Michelle - sabem quem é.O New York Times afirma que a lista de candidatos a vice de Obama está restrita a três nomes: os senadores Joe Biden, de Delaware, e Evan Bayh, de Indiana, e o governador de Virgínia, Tim Kaine. De acordo com o jornal, correndo por fora estão a governadora do Kansas, Kathleen Sebelius, o governador do Novo México, Bill Richardson, e até a senadora Hillary Clinton, que tem chances remotas. A candidatura republicana também vive um momento de definição parecido. John McCain, candidato do partido, anunciou ontem que divulgará o nome do vice de sua chapa logo após o final da convenção democrata, no dia 29 - data de aniversário de 72 anos do candidato. Trata-se de uma chance de roubar um pouco as atenções dadas a Obama. A convenção republicana começa no dia 1º de setembro.Entre os favoritos da candidatura republicana estão Tom Ridge, ex-governador da Pensilvânia, Tim Pawlenty, governador de Minnesota, Mitt Romney, ex-governador de Massachusetts, Charlie Christ, governador da Flórida, e o ex-representante de comércio do governo Bush, Rob Portman. Uma opção mais heterodoxa seria o senador independente Joe Liebermann, que foi vice na chapa democrata em 2000 e é bastante próximo de McCain.O desafio dos dois candidatos é encontrar alguém que compense suas deficiências. No caso de Obama, o vice deve ser experiente e ter conhecimentos de política externa. Para McCain, o homem certo deve ser jovem, conservador e que entenda de economia. OS FAVORITOS DE OBAMATIM KAINEGovernador de VirgíniaBastante popular, atrairia os eleitores de um Estado-chave e o voto católico e branco. A desvantagem de Kaine é que ele não acrescenta nada em termos de política externaJOE BIDENSenador por DelawareUm dos democratas mais antigos no Congresso, é presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado e agregaria experiência à chapa, principalmente em política externaEVAN BAYHSenador por IndianaConservador, apoiou Hillary Clinton nas primárias, por isso muita gente acredita que ele traria votos do centro e dos eleitores da ex-primeira-dama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.