Obama faz tributo a mortos em atentado do Arizona

Deputada democrata ainda se encontra internada em estado grave; 6 pessoas morreram no ataque

Associated Press

10 de janeiro de 2011 | 11h51

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos fará nesta segunda-feira, 10, um tributo aos mortos e feridos no atentado que matou pelo menos 6 pessoas e deixou outras 14 feridas em Tucson, Arizona, no último sábado.

 

Dos jardins da Casa Branca, Obama deve pedir um minuto de silêncio em homenagem aos mortos e feridos, e em especial à deputada democrata pela Arizona, Gabrielle Giffords.

 

"Será um momento para todos nos unirmos como uma nação em oração ou reflexão, colocando as vítimas e seus familiares próximos ao nossos corações", disse o presidente em uma declaração no domingo.

 

Giffords, de 40 anos, continuava em uma unidade de cuidados intensivos em um hospital em Tucson ao ser ferida na cabeça por um tiro a queima roupa.

 

Entre as vítimas estão o juiz federal do Arizona John M. Roll, de 63 anos; Christina-Taylor Green, de 9 anos; o assessor de Giffords Gabe Zimmerman, de 30 anos; Dorothy Morris, de 76 anos; Dorwin Stoddard, de 76 anos; e Phyllis Scheck, de 79 anos. Giffords.

 

Jared Loughner, de 22 anos, tem um acusação de tentativa assassinato de um membro do Congresso, duas acusações de assassinato de empregado do governo federal e duas acusações de assassinato de um empregado federal. Ele ainda deve ser acusado de outros crimes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.