Obama indica hispânica para Suprema Corte dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou hoje a juíza de Nova York Sonia Sotomayor para a Suprema Corte do país. Caso seja confirmada pelo Congresso, ela será a primeira hispânica a ocupar a principal corte norte-americana. Sonia Sotomayor foi apoiada por organizações jurídicas latinas e pelo senador por Nova York Charles E. Schumer. Ela deve substituir David Souter, que anunciou sua aposentadoria para junho.

AE, Agencia Estado

26 de maio de 2009 | 11h57

O anúncio foi feito na Casa Branca. O nome escolhido deverá ainda ser aprovado pelo Congresso dos EUA. Alguns republicanos ameaçaram atrasar a nomeação, como o então senador por Illinois Obama e outros democratas fizeram após nomeações do ex-presidente George W. Bush. Porém, mesmo o conservador senador Orrin Hatch, importante membro do Comitê Judiciário do Senado, disse que Sotomayor seria um bom nome.

Norte-americana de pais porto-riquenhos, ela superou a pobreza, galgando postos na área do Direito até ocupar a Corte de Apelações dos EUA, um cargo federal. Atualmente com 54 anos, Sotomayor cresceu em um conjunto habitacional no Bronx, em Nova York. Ela se formou com distinção na Universidade Princeton, em 1976, e também estudou em Yale.

A juíza seria o primeiro hispânico a ocupar a Suprema Corte dos EUA. No entanto, alguns historiadores apontam que Benjamin Cardozo, que ocupou a corte entre 1932 e 1938, era um descendente distante de judeus portugueses, o que daria essa marca a ele. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamajuízaSuprema Cortehispânica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.