Obama lança iniciativa para tratar veteranos de guerra

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou neste sábado a um grupo de veteranos do exército que o seu governo está criando uma iniciativa de pesquisa para lidar com a crescente preocupação sobre problemas de saúde mental entre os membros atuais e antigos do serviço militar.

Agência Estado

10 de agosto de 2013 | 17h25

A medida se concentrará em lesões cerebrais, suicídio, Transtorno de Estresse Pós Traumático, todos problemas que se tornaram mais frequentes na última década, em que os EUA estiveram em combate no Iraque e no Afeganistão. Obama, em particular, classificou que o suicídio entre veteranos e tropas como "epidêmico".

Ele reiterou a promessa de encerrar a campanha militar no Afeganistão, que é a mais longa na história do país, até o fim do ano que vem e também buscou tranquilizar os veteranos de que receberão os devidos benefícios ao término de uma era de guerras. "Esse tempo de guerra pode estar chegando ao fim, mas o trabalho de cuidar dos nossos veteranos continua", afirmou Obama em uma convenção em Orlando.

O presidente destacou uma redução de quase 20% no volume de pedidos de benefícios previdenciários em atraso no Departamento de Assuntos de Veteranos nos últimos cinco meses, mas reconheceu que o processo não está ocorrendo tão rapidamente como deveria. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAexércitoveteranosaúde mental

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.