REUTERS/Jonathan Ernst
REUTERS/Jonathan Ernst

Obama limitará o uso de armamento militar pelas polícias locais

Presidente americano anuncia medidas para tentar reduzir tensão entre a população e as forças de ordem causada pela morte de morte de jovens negros em abordagens policiais

O Estado de S. Paulo

18 de maio de 2015 | 15h45

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, proibirá o uso de alguns tipos de armamento militar pelas polícias locais e restringirá de forma mais rigorosa a lista de quem poderá usar essas armas, informou a Casa Branca nesta segunda-feira, 18.

A iniciativa de Obama, que seria confirmada durante uma visita a Camden, em New Jersey, nesta segunda, tem como objetivo reduzir a tensão entre a população e as forças de ordem depois de uma série de incidentes violentos como os registrados em Ferguson e Baltimore, em razão do assassinato de jovens negros por policiais.



Usando como base as conclusões de um grupo de trabalho criado em janeiro, as medidas tentam fortalecer a confiança "as forças de ordem que arriscam suas vidas todos os dias e as comunidades com as quais estas forças estão comprometidas a proteger e servir", disse a Casa Branca.

Obama proibirá, em especial, que as polícias possam comprar das agências federais veículos blindados, armas de grosso calibre e alguns tipos de uniformes de camuflagem.

Segundo a Agência de Logística do Pentágono, o Departamento de Defesa entregou em 2013 o equivalente a US$ 450 milhões em equipamentos militares para as forças policiais locais. O valor incluir equipamentos que vã ode binóculos de visão noturna a veículos blindados.

Além das restrições, o Executivo americano quer restringir também as condições de compra e uso de materiais mais comuns para as policiais locais, além de dar mais ênfase na formação dos agentes públicos.

No discurso em Camden, uma das cidades com os índices mais altos de crimes violentos nos EUA, também espera-se que Obama explique "algumas das inovações colocadas em prática para ajudar a polícia a fazer seu trabalho da maneiras mais segura e, ao mesmo tempo, reduzir a criminalidade", adiantou no sábado o presidente em outro discurso.

O Departamento de Justiça também apresentará um "guia" para estimular o suo de câmeras incorporadas nos uniformes nos Departamentos de Polícia. / AFP e AP

Tudo o que sabemos sobre:
EUABarack ObamaBaltimoreFerguson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.