Obama manifesta condolências às famílias das vítimas do tornado em Joplin

Em viagem à Irlanda, presidente americano já instruiu funcionários para dar assistência a autoridades locais

Efe

23 de maio de 2011 | 10h22

DUBLIN - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, manifestou nesta segunda-feira, 23, suas "profundas condolências" às famílias das vítimas do tornado que na noite de domingo arrasou a cidade de Joplin, no estado do Missouri, informou nesta segunda-feira a Casa Branca.

 

As autoridades do Missouri confirmaram até o momento 89 mortos pela passagem do tornado, que destruiu um terço da cidade de 50 mil habitantes.

 

O presidente deu instruções a seus funcionários para que se mantenham em contato com as autoridades locais para apoiar as tarefas de assistência e reconstrução.

 

O governador do Missouri, Jay Nixon, declarou na noite de domingo estado de emergência na região e ordenou a mobilização da Guarda Nacional e das equipes de atendimento médico para ajudar no resgate das vítimas.

 

O tornado que atingiu Joplin faz parte de uma cadeia de tempestades que atravessou nesta segunda-feira alguns estados do oeste dos Estados Unidos, como Wisconsin, Minnesota e Missouri.

 

Irlanda

 

Barack Obama chegou nesta segunda a Dublin no começo de uma visita de seis dias à Europa, onde suas conversas estarão dominadas pelos eventos no Oriente Médio.

 

Obama aterrissou na capital irlandesa às 9h25 horário local e imediatamente se dirigiu à residência da presidente irlandesa, Mary McAleese, para uma cerimônia de boas-vindas.

 

O presidente deve ir a Moneygall, o povoado de onde emigrou para os EUA um de seus antepassados, e pronunciar um discurso sobre as relações bilaterais, onde se espera que se refira à crise financeira deste país.

 

Também se reunirá com o primeiro-ministro irlandês, Enda Kenny, antes de seguir amanhã viagem para Londres, a segunda etapa de sua viagem, para uma visita de Estado.

 

A viagem de Obama o levará também a Deauville (França) para participar da cúpula do Grupo dos Oito (G8) e concluirá em Varsóvia para conversas bilaterais com as autoridades polonesas, centradas na defesa do Leste da Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.