REUTERS/Pete Souza/The White House
REUTERS/Pete Souza/The White House

Obama não se reunirá com presidente do Irã durante Assembleia-Geral da ONU

De acordo com assessor de segurança nacional de Obama, encontro dos líderes não está previsto; chanceleres de EUA e Irã, John Kerry e Mohamed Javad Zarif devem discutir acordo

O Estado de S. Paulo

25 Setembro 2015 | 10h08

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não deve reunir-se com o presidente iraniano, Hassan Rohani, quando ambos estiverem na Assembleia Geral da ONU nos próximos dias. Espera-se, no entanto, um encontro entre John Kerry e Mohamed Javad Zarif - os titulares das Relações Exteriores de ambos países -, informou nesta quinta-feira, 25, a Casa Blanca.

"Não temos nenhum plano para um encontro com o presidente Rohani e não esperamos que vá acontecer", declarou o assessor adjunto de segurança nacional de Obama, Ben Rhodes, em entrevista.

A Assembleia Geral da ONU será a primeira ocasião em que ambos líderes estarão no mesmo lugar desde a assinatura, em 14 de julho, de um acordo sobre o programa nuclear iraniano entre o governo de Teerã e os países do P5+1 (EUA, França, Grã-Bretanha, Rússia, China e Alemanha).

Por outro lado, Kerry deve reunir-se na próxima semana com Zarif e ter outro encontro relacionado com a implementação do pacto nuclear, antecipou Rhodes.

A conversa no nível dos titulares das Relações Exteriores "foi o canal de comunicação" preferido até agora pelos Estados Unidos com o Irã, país com o qual Washington não mantém relações diplomáticas há décadas, lembrou Rhodes.

Em 2013, a presença de Obama e Rohani na Assembleia Geral da ONU gerou múltiplos rumores sobre uma possível reunião líderes, o que não aconteceu. Os dois, no entanto, tiveram uma conversa telefônica logo depois da reunião multilateral.

Durante sua visita a Nova York, entre domingo e terça-feira, Obama terá pelo menos duas reuniões bilaterais: uma com o presidente russo, Vladimir Putin, e outra com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, ambas na segunda-feira. / EFE

Mais conteúdo sobre:
EUA Irã Barack Obama Hassan Rohani P5+1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.