Shawn Thew/EFE
Shawn Thew/EFE

Obama nomeia Carter como secretário de Defesa

Ex-vice-secretário da Defesa, Carter assumirá um departamento com recursos limitados, o que pode dificultar seu trabalho

O Estado de S. Paulo

05 de dezembro de 2014 | 14h32

WASHINGTON - O presidente americano, Barack Obama, nomeou Ashton Carter como secretário de Defesa. A indicação era esperada e deve ser confirmada pelo Senado. Carter é o quarto ocupante do cargo desde que Obama assumiu a presidência.

"Ash é considerado um dos nossos líderes nacionais de Segurança mais importantes", afirmou Obama, que chamou Carter de inovador. "Ele conhece o Departamento de Defesa por dentro e por fora", acrescentou o presidente.

O novo secretário afirmou que aceitou a nomeação por sua estima à liderança de Obama e devido à gravidade dos desafios que os EUA enfrentam, além de um profundo respeito que ele tem aos homens e mulheres que servem o país. "Se for confirmado para este trabalho, eu prometo meu aconselhamento mais francamente estratégico", Carter disse a Obama.

Carter vai assumir o Departamento de Defesa com orçamentos mais restrito, o que pode dificultar o combate às ameaças globais do grupo extremista Estado Islâmico no Oriente Médio. As tropas russas, que têm testado as forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), também são outro desafio.

O novo secretário substituirá Chuck Hagel, ex-senador republicano de Nebraska que foi pressionado pela Casa Branca a renunciar ao cargo na semana passada. Hagel não compareceu à cerimônia realizada nesta sexta-feira, 5. De acordo com um oficial de Defesa, ele acredita que o dia é um momento para Carter celebrar com a família e Hagel não queria mudar o foco das atenções. / DOW JONES NEWSWIRES 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.