Obama pede a eleitor manutenção da maioria democrata

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez hoje um apelo aos eleitores do Meio-Oeste dos EUA para que mantenham os democratas no controle do Congresso, dizendo a simpatizantes no Estado de Iowa que o Partido Republicano tem sido desonesto sobre o que precisa ser feito para reativar a economia norte-americana.

AE-AP, Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 17h52

Nesta semana, Obama visita quatro Estados e tenta animar o eleitorado democrata para evitar uma possível retomada pelos republicanos do controle da Câmara dos Representantes e talvez do Senado, nas eleições de 2 de novembro. Com a economia se recuperando a passos lentos e a taxa de desemprego nos EUA ainda próxima a 10%, contudo, os republicanos poderão obter um grande avanço no pleito.

Todas as 435 cadeiras da Câmara e 37 das 100 cadeiras do Senado estão em disputa. Se dirigindo a cerca de 70 eleitores em Des Moines, num encontro com famílias de um bairro da cidade, Obama defendeu seus esforços para resgatar a economia. "Não podemos deixar que aconteça um retrocesso, quando vocês olham para a escolha que enfrentamos nesta eleição", disse.

Obama esteve no Novo México e em Wisconsin ontem e terminará a viagem no final da tarde de hoje num encontro com eleitores em Richmond, na Virgínia. A apenas cinco semanas da eleição, Obama tenta revigorar a base do Partido Democrata, os eleitores jovens e independentes que o apoiaram quando ele venceu as eleições presidenciais de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesCongressoEUAObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.