Obama pede ação rápida dos EUA nos mercados financeiros

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, fez um apelo ao governo Bush na segunda-feira, pedindo medidas rápidas para lidar com a crise financeira, que está se espalhando. "Não apenas estamos vendo os mercados acionários caindo mas ainda existe um grande perigo dos mercados de créditos se travarem e nós estamos vendo um contágio para todas as partes do globo", afirmou Obama aos repórteres em Asheville, onde ele está se preparando para um debate na terça-feira contra o republicano John McCain. "É muito importante para o secretário (do Tesouro, Henry) Paulson e o presidente do Fed, (Ben) Bernanke, que tomem medidas rápidas e tentem restaurar a confiança o mais rápido possível", disse Obama. Obama também pediu um novo pacote de estímulo econômico e a extensão do seguro desemprego. Ele afirmou ainda que o governo deve lidar com problemas estruturais da economia, como o mercado imobiliário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.