Obama pede ao Irã que devolva avião espião capturado

O governo dos Estados Unidos fez um pedido formal para o Irã devolver o avião não tripulado de espionagem capturado pelos iranianos no começo deste mês, mas disse que não acreditar que o Irã devolverá o artefato. O drone RQ-170 Sentinel, aparentemente, foi capturado quase intacto pelos iranianos. O presidente dos EUA, Barack Obama, pediu ao Irã que devolva o avião teleguiado. "Nós pedimos o avião de volta. Vamos ver como os iranianos responderão", afirmou. O governo do Irã rechaçou o pedido de Obama nesta terça-feira através do ministro da Defesa, o general Ahmad Vahidi.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2011 | 14h58

Oficialmente, os EUA afirmam que o drone estava em missão no oeste do Afeganistão, perto da fronteira com o Irã, quando o controle do avião foi perdido. Já o Irã afirma que capturou o avião teleguiado mais de 200 quilômetros dentro do seu território, no leste do país.

Em entrevista exibida ao vivo na televisão estatal da Venezuela, na noite de segunda-feira, o presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad disse que seu país não pretende devolver o drone. "Os americanos talvez tenham decidido nos dar este avião de espionagem" disse. "Agora nós temos o controle desse avião".

Falando através de um intérprete, Ahmadinejad disse: "Existem pessoas aqui que foram capazes de controlar este avião espião, também quem pode analisar o sistema desse aparelho. De qualquer maneira, agora nós temos esse avião de espionagem", disse. "Muito em breve, eles vão aprender mais sobre as habilidades e as possibilidades do nosso país", disse Ahmadinejad.

Nesta terça, o general Vahidi descartou a possibilidade de devolver o avião a Obama. Vahidi disse que os EUA devem pedir desculpas por ter invadido o espaço aéreo do Irã ao invés de pedir a volta do avião não tripulado.

O ex-vice-presidente dos EUA, Dick Cheney, disse que a perda do drone foi "significativa para a inteligência" (espionagem) dos EUA. Segundo Cheney, teria sido fácil para os militares americanos entrarem em território do Irã e recuperarem o drone caído ou capturado logo depois do incidente, o que não aconteceu. Cheney disse que a administração Obama "apenas se limitou a dizer: ''devolvam nosso avião de volta''".

"Nós submetemos um pedido formal pela devolução do nosso equipamento perdido, como faríamos com qualquer governo em qualquer lugar do mundo", disse a secretária de Estado americana, Hillary Clinton. "Mas por causa do mau comportamento do Irã até agora, não esperamos que eles atendam o pedido. Mas vamos lidar com essas provocações e as preocupantes medidas tomadas pelo Irã", ela disse.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.