Obama pede reflexão sobre absolvição de Zimmerman

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que a morte do jovem negro Trayvon Martin foi uma tragédia para a América. Obama reconheceu que a absolvição de George Zimmerman, que atirou contra o jovem em fevereiro de 2012, suscita grande comoção por todo os Estados Unidos.

Agência Estado

14 de julho de 2013 | 18h30

Em nota divulgada hoje, Obama pediu a todos os norte-americanos que respeitem os pedidos de calma para reflexão. Vários protestos e manifestações ocorrem nos Estados Unidos desde que o veredicto foi anunciado, no fim do sábado (13).

Obama disse que os norte-americanos deveriam se perguntar se estão fazendo tudo o que podem para acabar com o uso violento de armas e o que pode ser feito para evitar tragédias futuras como essa ocorrida na Flórida.

O ex-guarda voluntário George Zimmerman foi absolvido da acusação de assassinato de segundo grau do jovem negro de 17 anos, que estava desarmado. A morte do menino provocou uma onda de debates nos Estados Unidos sobre racismo, autodefesa e justiça. Zimmerman foi absolvido também da acusação de homicídio. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamaZimmerman

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.