Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Obama pedirá fim de disputa política na reforma da saúde

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pedirá aos congressistas que parem com as disputas sobre a reforma do sistema de saúde. "Agora o tempo das brigas acabou. O tempo dos joguinhos passou e é a hora de ação", dirá Obama, segundo comunicado adiantado pela Casa Branca com trechos do discurso. Obama vai falar no Congresso hoje, às 21 horas (horário de Brasília). Ele vai afirmar que está aberto a boas ideias de ambos os partidos e alertar que ele não tem paciência para jogos políticos. O discurso também vai se dirigir ao cidadão comum, ao lembrá-los das dificuldades das 36 milhões de pessoas nos EUA que não têm nenhuma cobertura de saúde.

AE, Agencia Estado

09 de setembro de 2009 | 20h31

"Nosso fracasso coletivo em enfrentar esse desafio nos levou ao limite. Todo mundo entende a carga extraordinária colocada sobre os que não têm seguro saúde, que vivem à beira da falência se sofrerem um acidente ou uma doença. Essas são pessoas de classe média americana", dirá Obama. "Saibam disso: eu não perderei tempo com aqueles que calcularam que é melhor matar este plano que melhorá-lo". Os trechos não revelam mudanças nas posições políticas e Obama repetirá sua defesa da reforma do sistema. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUABarack Obamasaúdereforma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.