Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Obama pode propor cortes no orçamento, diz NYT

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assumirá na próxima semana o risco político de propor formalmente cortes para a Previdência Social e para o Medicare em seu orçamento anual, segundo o New York Times, que citou fontes do governo. De acordo com o jornal, este é um esforço para demonstrar vontade do presidente de chegar a um compromisso com os republicanos e retomar as perspectivas de um acordo de longo prazo para redução do déficit orçamentário.

LUCAS HIRATA, Agência Estado

05 de abril de 2013 | 09h01

Além do aumento de impostos contra o qual a maioria dos republicanos continua a se opor, o orçamento de Obama proporá uma fórmula nova de inflação que terá o efeito de reduzir os pagamentos de custo de vida dos benefícios da Previdência Social, mantendo, no entanto, proteções financeiras para pessoas de baixa renda e beneficiários muito idosos, disseram as fontes. A ideia enfureceu alguns democratas e outros grupos, que já mobilizaram uma oposição.

Assim como antes, os documentos do orçamento de Obama enfatizarão que ele apoiará a mudança no custo de vida, assim como outras reduções - pedidas pelos republicanos - nos programas populares para os norte-americanos mais velhos, afirmou o jornal. No entanto, isso só será feito se os republicanos concordarem em impostos adicionais sobre os ricos e sobre investimentos de infraestrutura.

De acordo com o NYT, Obama vai propor outras iniciativas sobre gastos e créditos fiscais, incluindo ajuda a estados para deixar a educação pré-primária gratuita disponível em todo o país - uma prioridade delineada em seu discurso do Estado da União em fevereiro. Ele vai propor pagar por isso aumentando impostos federais sobre os cigarros e outros produtos do tabaco.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamaorçamentocortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.