Obama promete a veteranos 'plano econômico patriota'

O presidente dos EUA, Barack Obama, entrou na disputa pelo voto dos veteranos de guerra. Em Virginia Beach, a 320 km de onde o republicano Mitt Romney discursara a ex-combatentes no Vietnã e na Coreia, Obama afirmou ter um "plano econômico patriota" para pôr em marcha em seu segundo mandato, criando 1 milhão de novos empregos para, também, os veteranos do Afeganistão e do Iraque.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2012 | 03h07

"Durante a época de campanha eleitoral, sempre ouvimos falar muito em patriotismo. Bem, vocês sabem de uma coisa? Chegou a hora de um pouco de patriotismo econômico, enraizado na crença de que o crescimento começa com uma classe média forte e próspera", afirmou a uma plateia de cerca de 7 mil militares e parentes de soldados.

"A verdade é que vai levar mais alguns anos para resolver os desafios levantados durante décadas. Mas eu quero que todo mundo entenda que nossos problemas podem ser resolvidos", completou Obama.

Em Virginia Beach, Obama perdera a eleição em 2008 para seu então rival, o senador John McCain. Conquistar esse e outros grotões militares da Virgínia é fundamental para sua campanha, dada a resistência das regiões do Estado onde há concentração maior de eleitores conservadores, de trabalhadores em minas de carvão e de condomínios de alta renda. Em Virgínia, Obama ainda está em empate técnico com Romney.

Obama aproveitou o entusiasmo da plateia para ironizar uma declaração de seu oponente. Romney, que, durante um evento fechado, afirmara que os eleitores do presidente são "dependentes do governo" e "não pagadores de impostos". / D. C. M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.