Obama promete manter contato com Cameron sobre Afeganistão

Após incidente com general norte-americano, governo britânico diz que futuro McCrystal é também assunto da OTAN

Efe,

23 de junho de 2010 | 05h32

LONDRES - Nesta quarta-feira, 23, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse ao primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, que vai manter contato direto com ele sobre a situação no Afeganistão após o incidente com o general americano à frente das tropas nesse país, Stanley McChrystal.

Em uma conversa telefônica que os políticos mantiveram na terça-feira à noite, Obama e Cameron abordaram o caso do general dos EUA e destacaram que os dois "apoiam totalmente a atual estratégia" no Afeganistão, informa o governo britânico.

Obama se reúne nesta quarta com McChrystal antes de decidir se ele será afastado por críticas a funcionários de alta categoria do governo.

O general foi convocado com urgência a Washington após a publicação de entrevista que concedeu à revista "Rolling Stone", na qual se mostra muito cético sobre alguns importantes funcionários.

Segundo um porta-voz de do governo britânico, o futuro de McCrystal é um "assunto da Otan e da administração dos EUA".

"O primeiro-ministro e o presidente deixaram claro que os dois apoiam totalmente a atual estratégia no Afeganistão. O presidente disse que seguiria consultando estreitamente o primeiro-ministro", acrescentou a fonte oficial.

No artigo publicado pela "Rolling Stone", McCrystal fez duras críticas ao enviado especial americano para o Afeganistão e Paquistão, Richard Holbrooke, a quem descreve como um"animal ferido", e afirma que tem até medo de ler seus e-mails.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.