Obama promete 'terminar o trabalho' no Afeganistão

Declaração foi feita em meio à expectativa de que autorize reforços para as tropas dos EUA no país.

BBC Brasil, BBC

24 Novembro 2009 | 19h57

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira que vai "terminar o trabalho" no Afeganistão, depois de oito anos de envolvimento militar americano no país centro-asiático.

Obama fez a declaração em Washington, em meio à crescente expectativa de que ele anuncie uma decisão sobre o envio de mais tropas americanas ao país.

"Nós iremos desmantelar e degradar suas capacidades e, no final, desmantelar e destruir suas redes (de operação)", disse o presidente americano, se referindo aos militantes do Talebã que lutam contra as forças dos Estados Unidos no país.

"Depois de oito anos, durante alguns dos quais nós não tivemos, acredito, nem os recursos nem a estratégia necessária para cumprir a tarefa, é minha intenção terminar o trabalho."

A expectativa é de que Obama anuncie em um pronunciamento na próxima terça-feira os seus planos para envio de reforços ao Afeganistão.

A imprensa americana tem especulado que o presidente estaria planejando autorizar o envio de mais 34 mil soldados.

Os Estados Unidos têm atualmente cerca de 68 mil militares no Afeganistão. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
afeganistao obama afegao karzai

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.