Obama propõe congelar salários de servidores por 2 anos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, propôs um congelamento dos salários de todos os servidores públicos federais civis do país por dois anos. A medida, que depende de aprovação pelo Congresso, afetaria cerca de 2 milhões de trabalhadores pelos anos de 2011 e 2012.

RENATO MARTINS, Agência Estado

29 de novembro de 2010 | 15h07

De acordo com o vice-diretor de Orçamento da Casa Branca, Jeffrey Zients, o congelamento implicaria uma redução da base salarial que permitiria ao governo economizar US$ 28 bilhões em cinco anos e mais de US$ 60 bilhões em dez anos.

"É claro que essa é uma decisão difícil. O presidente está, claramente, pedindo que eles façam um sacrifício", disse Zients. Os servidores civis do governo federal dos EUA têm um reajuste salarial de 1,4% previsto para 2011.

Obama tinha de fazer o anúncio hoje, véspera do encerramento de um prazo legal para que a Casa Branca notificasse ao Congresso sobre variações no pagamento de funcionários federais baseados em diferentes localidades. Além disso, representantes da Casa Branca e dos dois partidos no Congresso devem se reunir amanhã para discutir questões orçamentárias. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
saláriosservidoresOrçamentoObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.