Obama quer rei saudita na luta contra armas em Gaza

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou com o primeiro-ministro canadense Stephen Harper, o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Gordon Brown, o rei saudita Abdullah e o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, durante uma série de telefonemas feitos sexta-feira. Obama pediu o apoio do rei saudita para o fim do contrabando de armas para a Faixa de Gaza e expressou seu interesse em manter a cooperação em questões contra o terrorismo.Na conversa com Ban Ki-moon, Obama expressou seu apoio à missão de assistência no Iraque e disse esperar que a missão seja expandida neste ano. Obama e o secretário-geral também discutiram reformas administrativas na ONU. Ao premier canadense, o presidente dos EUA disse que irá ao Canadá em sua primeira viagem internacional após assumir o cargo. Obama e Harper também discutiram a questão do Afeganistão, mudanças climáticas e a situação econômica global, informou a Casa Branca.Obama ainda informou Gordon Brown de que espera comparecer à reunião de cúpula de líderes do G-20 (grupo dos 8 países mais ricos do mundo e 12 emergentes), marcada para abril, em Londres. A Casa Branca afirmou que Obama disse a Brown que espera estreitar a "relação especial" entre os EUA e a Grã-Bretanha. "Ele expressou seu desejo de trabalhar junto para confrontar a crise econômica global e reiterou sua expectativa de participar da reunião do G-20 em Londres."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.