Obama quer uso de força militar contra Estado Islâmico

Obama quer uso de força militar contra Estado Islâmico

Presidente norte-americano diz que os militares merecem claro apoio do governo no combate ao EI

O Estado de S. Paulo

05 de novembro de 2014 | 18h49

O presidente americano Barack Obama afirmou que quer trabalhar com o Congresso em uma nova autorização para usar a força militar contra o grupo extremista Estado Islâmico. A aprovação marcaria um novo capítulo para militares americanos atuantes no Oriente Médio.

A Casa Branca citou a medida do Congresso em 2001 que autorizou a guerra contra terroristas responsáveis pelo atentando do 11 de setembro como base legal para os atuais bombardeios aéreos realizados contra o Estado Islâmico na Síria. A administração Obama também citou o convite do líder iraniano para que os EUA atacassem alvos do grupo extremista no Iraque.

Obama disse que o mundo precisa saber que os EUA estão unidos em torno desse esforço e que os militares norte-americanos merecem claro apoio do governo. O presidente falou um dia após as eleições de meio de mandato, em que seu partido sofreu perdas pesadas e republicanos alcançaram a maioria no Senado. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAObamaEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.