Obama reafirma apoio americano à soberania de Tbilisi

A Casa Branca informou nesta segunda-feira que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou o apoio dos EUA à soberania territorial da Geórgia, em linha com as fronteiras reconhecidas pela comunidade internacional. Isso foi uma alusão direta aos territórios da Ossétia do Sul e da Abkházia, que até 2008 faziam parte da Geórgia mas que então, com a apoio da Rússia, declararam a independência, após sofrerem um ataque do exército georgiano. Obama fez a declaração em reunião com o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, na qual ambos discutiram a possibilidade de firmarem um tratado de livre-comércio entre os dois países. Obama deu a declaração em momento de tensão com a Rússia por causa da Síria.

AE, Agência Estado

30 de janeiro de 2012 | 21h11

Em 2008, após um ataque do exército georgiano, tropas russas saíram em socorro dos seus aliados na Ossétia do Sul e na Abkházia e quase avançaram até Tbilisi, capital da Geórgia. A União Europeia negociou então um cessar-fogo. Na época os EUA eram presididos por George W. Bush, que declarou apoio à Geórgia.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.