Shawn Thew/Efe
Shawn Thew/Efe

Obama, reeleito nos EUA, afirma que 'o melhor ainda está por vir'

O presidente obteve um segundo mandato com 306 votos no Colégio Eleitoral ante 206 de Romney

estadão.com.br,

07 de novembro de 2012 | 05h52

CHICAGO - Barack Obama foi reeleito terça-feira nos EUA. A vitória na Pensilvânia, que se inclinara nas últimas semanas para seu opositor, Mitt Romney, e também em Ohio e em Michigan, Estados de imensa participação da indústria automotiva em suas economias, garantiram ao presidente a reeleição.

Em seu discurso da vitória, perante centenas de correligionários democratas que lotaram um ginásio em Chicago Obama disse que o povo americano lutou durante tempos econômicos difíceis e destacou que o "melhor ainda está por vir" nos EUA. Recebido com aplausos em sua cidade natal, ele estava ao lado da primeira-dama Michelle Obama e das filhas Sasha e Malia.

O democrata afirmou querer se encontrar com Romney para discutir como eles poderão trabalhar juntos. O presidente reeleito disse que eles podem ter "lutado ferozmente" durante a campanha eleitoral, "mas isso é só porque amamos profundamente este país."

A vitória foi anunciada às 23h30 de 6 de novembro na Costa Leste americana (2h30 de 7 de novembro, no horário de Brasília), quando ainda estava em curso a votação em Estados tradicionalmente indecisos e cruciais – a Flórida e a Virgínia. O Colorado, outro Estado-chave, estava na metade da apuração. Na frente da Casa Branca, eleitores de Obama festejaram o resultado, assim como os convidados para assistir a seu discurso de vitória, no McCormick Center, o principal centro de convenções de Chicago.

O presidente obteve um segundo mandato com 303 votos no Colégio Eleitoral ante 206 de Romney - já contabilizada a projeção de vitória do republicano no Alasca (3 delegados) e faltando finalizar a contagem na Flórida, onde 29 delegados estão em disputa.

O Colégio Eleitoral vai se reunir no dia 17 de dezembro para referendar o resultado das eleições.

Com AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.