Obama rejeita chapa conjunta com Hillary

O pré-candidatodemocrata à Presidência dos EUA Barack Obama ridicularizou nasegunda-feira as repetidas insinuações de sua rival HillaryClinton de que ele poderia ser candidato a vice dela, a quemacusou de fazer manipulações políticas. Em campanha no Mississippi, onde há eleição primária nestaterça-feira, Obama lembrou que venceu em mais Estados e temmais delegados já comprometidos para a convenção nacional deagosto, que escolherá o candidato democrata. "Não sei como alguém que está em segundo lugar estáoferecendo a vice-presidência a alguém que está em primeiro",disse Obama a seguidores. A platéia vaiou quando ele citou aidéia de Hillary. "Não estou concorrendo a vice-presidente.Estou concorrendo a presidente dos Estados Unidos da América.Estou concorrendo para ser o comandante-chefe." Obama disse que a ex-primeira-dama está fazendo umamanipulação política, tentando menosprezar sua capacidade ecolocá-lo em um papel secundário. "Não acredito que a senadora Clinton seja da mudança,porque na verdade esse tipo de jogo -- falar sobre mim comovice-presidente, mas que talvez ele [o próprio Obama] nãoesteja preparado para comandante-chefe --, isso é exatamente otipo de dubiedade na qual Washington se dá tão bem", disse ele. Hillary citou a possibilidade de ter Obama como vice emvárias ocasiões desde suas vitórias nas primárias do Texas eOhio, na terça-feira passada, que impediram o naufrágio da suacandidatura. Mas ela continua dizendo que Obama não tem experiênciasuficiente para dirigir os EUA em épocas de guerra, e nasegunda-feira sua campanha convocou ex-oficiais de alta patentepara questionarem as credenciais do senador em questões desegurança nacional. Obama apontou uma aparente contradição entre as duastáticas, lembrando que a função do vice é substituir opresidente. "Se não estou pronto, como pensar que eu seria umvice-presidente tão ótimo? Como entender isso?", perguntou. Sobre essa contradição, Howard Wolfson, porta-voz deHillary, disse que Obama ainda terá tempo para provar seu valorantes da convenção nacional de agosto, em Denver. "Não acreditamos que o senador Obama tenha passado no testepara ser comandante-chefe. Mas há um longo caminho até Denver",afirmou ele a jornalistas. Obama é o franco favorito no Mississippi, onde se estimaque mais da metade dos votos da primária democrata seja deeleitores negros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.