Obama relembra Luther King Jr. na véspera da posse

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje que sua posse como primeiro presidente negro do país aumenta o trabalho de se "renovar a promessa desta nação". "Amanhã, estaremos juntos como um povo na mesma área onde o sonho de (Martin Luther) King ainda ecoa. Enquanto fazemos isso, nós reconhecemos que aqui na América nossos destinos estão inextricavelmente interligados", disse. O presidente eleito fez as declarações durante o dia de tributo ao líder das lutas pelos direitos civis Martin Luther King Jr."Nós determinamos que quando caminhamos, devemos caminhar juntos", disse o democrata. "E conforme avançamos nesse trabalho de renovar a promessa desta nação, vamos lembrar da lição de King, de que nossos sonhos separados são realmente um." Os EUA celebram hoje o dia de Martin Luther King Jr. com uma série de eventos comunitários com o nome de "Renovar a América Juntos: um Pedido para o Serviço". Para Obama, o feriado de hoje não é apenas um dia para pausa e reflexão, "é um dia para agir".Ontem, Obama compareceu ao Lincoln Memorial, dedicado ao presidente assassinado que conduziu os EUA durante a Guerra Civil e aboliu a escravidão, Abraham Lincoln. O local foi onde King, em 1963, cinco anos antes de seu assassinato, proferiu seu lendário discurso "Eu tenho um sonho", no qual as crianças seriam julgadas pelo conteúdo de seu caráter e não pela cor da pele.DiscursoNo discurso de ontem, Obama falou da "enormidade" dos desafios que os EUA têm diante de si. "Em nossa história, foram poucas as vezes em que gerações tiveram de enfrentar desafios tão sérios quanto os que temos hoje. Nossa nação está em guerra, nossa economia está em crise", apontou.O presidente eleito citou ainda os milhões de desempregados e as pessoas que perderam suas casas por causa da crise financeira internacional. "Eu não fingirei que enfrentar qualquer um desses desafios será fácil. Levará mais que um mês ou um ano, e deve levar ainda muito mais", disse. "Mas apesar da enormidade da tarefa que temos pela frente, os EUA vão superar os problemas e o sonho de nossos fundadores vai se manter vivo em nossa época." As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.