Obama revela nova estratégia para Exército menor

O presidente Barack Obama revelou nesta quinta-feira a nova estratégia de Defesa do país, que vai resultar num Exército "mais enxuto" e "ágil" com o uso de tropas menores em solo em meio a cortes no orçamento federal. Mas ele ressaltou que os Estados Unidos vão manter o que ele chamou de Exército mais bem equipado da história norte-americana.

AE, Agência Estado

05 de janeiro de 2012 | 15h19

Numa rara aparição no salão de instruções do Pentágono, Obama divulgou os contornos da revisão da estratégia de defesa, cujo objetivo é lidar com os cortes de centenas de bilhões de dólares no orçamento militar e reorientar as prioridades de segurança, após uma década dominada pelas guerras no Afeganistão e no Iraque.

Obama disse que o Exército será mais enxuto, mas prometeu ao mundo que os Estados Unidos manterão sua "superioridade militar" com forças de combate prontas para qualquer ameaça.

"Nosso Exército será mais enxuto, mas o mundo deve saber: os Estados Unidos vão manter sua superioridade militar com forças armadas que são ágeis, flexíveis e prontas para uma gama completa de contingências e ameaças", afirmou o presidente.

Obama disse que a revisão da estratégia está centrada nas necessidades militares do país depois do "fim das longas guerras da última década".

Apesar do foco no corte orçamentário, os Estados Unidos vão fortalecer sua presença na região Ásia-Pacífico, já que "reduções orçamentárias não virão às custas desta região crítica", disse o presidente. Os Estados Unidos também "permanecerão vigilantes" no Oriente Médio. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamadefesaorçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.