Obama sanciona lei para treinar rebeldes sírios

Obama sanciona lei para treinar rebeldes sírios

O governo norte-americano afirma que suas tropas vão treinar os insurgentes sírios em acampamentos na Arábia Saudita

Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2014 | 18h45

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sancionou a lei que autoriza o Exército a armar e treinar rebeldes sírios que combatem o grupo extremista Estado Islâmico. Ele assinou a sanção do projeto nesta sexta-feira, no Salão Oval da Casa Branca.

O governo norte-americano afirma que suas tropas vão treinar os insurgentes sírios em acampamentos na Arábia Saudita. Obama autorizou a realização de ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Síria, mas está confiando nas forças rebeldes para confrontar o grupo em solo.

O Senado aprovou o projeto de lei nesta quinta-feira, após o texto passar pela Câmara no dia anterior. O presidente disse que a rapidez com a qual a norma foi votada no Congresso mostra que os norte-americanos estão unidos no combate ao extremismo.

A legislação aprovada também estende o orçamento do governo, permitindo que o Estado mantenha os mesmos níveis de gastos até o final do ano, eliminando a ameaça de uma nova paralisação. O ano fiscal oficial acaba no dia 30 de setembro. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAEstado Islâmicosanção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.