Obama saúda relação próxima com chanceler alemã

A visita oficial da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, à Casa Branca começou na manhã de hoje com o presidente dos EUA, Barack Obama, saudando a relação mais próxima e pessoal entre eles. Em um discurso de recepção, Obama afirmou que os dois são a prova do espírito de liberdade de seus países.

DANIELLE CHAVES, Agência Estado

07 de junho de 2011 | 12h53

"É óbvio que nenhum de nós se parece exatamente como os líderes que nos precederam", declarou Obama. O atual presidente norte-americano é o primeiro negro a liderar os EUA e Merkel é a primeira mulher chanceler da Alemanha.

Obama também destacou a relação entre ele e Merkel como um exemplo de como antigos inimigos podem se tornar amigos. "Guerras podem terminar, adversários podem se tornar aliados, muros podem cair. Enfim, nações podem ser completas e livres", disse.

Merkel, por sua vez, afirmou que os dois são aliados próximos. "A Europa e a Alemanha não têm outro parceiro melhor do que a América", disse. A chanceler alemã é o primeiro líder de um país europeu a fazer uma visita oficial aos EUA durante a presidência de Obama, segundo o norte-americano.

A visita de Merkel aos EUA deverá ser dominada por uma série de preocupações globais, da crise de dívida da Europa aos conflitos no Afeganistão e na Líbia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaEUAAngela MerkelvisitaObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.