Obama se reúne com vítimas de atirador em Denver

Presidente dos EUA fez rápido discurso depois de encontro com feridos em hospital e famílias das 12 vítimas de ataque em cinema.

BBC Brasil, BBC

22 de julho de 2012 | 22h12

O presidente americano, Barack Obama, se reuniu neste domingo com sobreviventes do ataque contra um cinema do bairro de Aurora, em Denver, ocorrido na sexta-feira na estreia do filme Batman - o Cavaleiro das Trevas Ressurge.

Obama chegou durante a tarde e foi para o Hospital da Universidade do Colorado, onde estão os feridos. O presidente também se reuniu com familiares das 12 pessoas mortas a tiros durante o ataque.

Depois do encontro no hospital, Obama fez um rápido discurso elogiando as autoridades de Denver e do bairro de Aurora.

"O chefe (de polícia Dan) Oates enfrentou circunstâncias difíceis. Ele e seus policiais fizeram tudo certo, com muita coragem, estamos muito orgulhosos deles", afirmou o presidente.

Obama citou a Bíblia para falar da dor das famílias e contou como foram as conversas com os sobreviventes e familiares das vítimas.

"Nos encontramos com as famílias. Me encontrei com eles nem tanto como presidente, mas como pai e marido."

"A razão de histórias como estas terem tanto impacto (...) é que entendemos a dor de ter alguém que amamos tirado de nós."

"Visitei cada família e as conversas foram cheias de memórias (...) Também tive a chance de abraçar as pessoas, compartilhar algumas lágrimas e sorrisos ao lembrar das vidas destas pessoas."

"Minha principal tarefa era servir como representante de um país e (falar que) estamos pensando neles agora e vamos continuar pensando neles sempre e todo os dias", afirmou Obama.

Obama também agradeceu aos funcionários do Hospital da Universidade do Colorado pelo tratamento aos feridos no ataque.

Ao chegar a Denver, Obama se encontrou com o chefe de polícia de Aurora, Dan Oates, e o administrador do bairro, Steve Hogan.

Os moradores de Denver estão depositando flores em frente ao cinema Century, onde ocorreu o ataque e uma vigília está marcada para a noite, organizada pela comunidade e líderes religiosos locais.

Obama e o republicano Mitt Romney adiaram os compromissos de suas campanhas políticas logo após o ataque no cinema, cortando as propagandas no Estado de Colorado em respeito às vítimas e familiares.

Coleta de provas

Neste domingo o FBI (a polícia federal americana) coletou provas no apartamento do suspeito de ter realizado o ataque, o ex-estudante de medicina de 24 anos James Holmes.

Os investigadores informaram que um computador encontrado dentro do apartamento pode dar detalhes importantes de como Holmes agiu.

Holmes está sendo mantido em uma cela isolada, por questões de segurança, e deve comparecer perante um juiz na segunda-feira.

Segundo o chefe de polícia de Aurora, Dan Oates, Holmes não está falando ou cooperando com a investigação.

A visita de Obama a Denver ocorre um dia depois de as autoridades terem retirado bombas e armadilhas colocadas por Holmes em seu apartamento

A polícia afirmou que o suspeito agiu com "cálculo e deliberação", comprando munição durante meses.

Os agentes do FBI e da polícia descobriram que o apartamento do suspeito tinha armadilhas e explosivos quando usaram uma câmera na ponta de uma vara de mais de três metros para conseguir observar o interior do apartamento.

O esquadrão antibomba realizou uma pequena explosão controlada no prédio no sábado e os policiais desarmaram as armadilhas feitas com fios, junto com um dispositivo incendiário.

A primeira armadilha era um fio estendido em frente à porta de entrada do apartamento. Dentro estariam potes com catalisadores, produtos químicos que explodiriam quando misturados e mais de 30 granadas improvisadas.

Neste domingo, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, pediu que tanto Obama como Mitt Romney tomem medidas para controlar o comércio de armas nos Estados Unidos.

Vítimas

As autoridades de Denver divulgaram no sábado os nomes e idades das vítimas do ataque ao cinema do bairro de Aurora.

As idades dos mortos pelo atirador variam entre 6 anos e 51 anos.

Além dos 12 mortos, outras 58 pessoas ficaram feridas no ataque ao cinema Century 16, em um shopping center de Aurora.

Testemunhas dizem que o atirador - que usava roupas pretas e uma máscara - lançou uma bomba de gás antes de abrir fogo contra a multidão.

James Holmes foi preso momentos após o ataque em um estacionamento perto do cinema. Ele carregava um fuzil e uma pistola. O FBI se juntou às investigações, mas disse não ter motivos para acreditar que se trate de um atentado terrorista.

O Hospital da Universidade do Colorado, onde as vítimas feridas foram levadas, informou que quatro pacientes ainda estão em unidades de tratamento intensivo e cinco estão em estado grave. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.