Obama tenta tranquilizar premiê israelense sobre acordo com Irã

EUA e Israel devem iniciar consultas sobre próximas etapas de negociações nucleares

O Estado de S. Paulo,

25 de novembro de 2013 | 11h17

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tentou tranquilizar no domingo, 24, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, sobre o acordo nuclear fechado com o Irã. Obama disse que deseja iniciar imediatamente consultas com Israel sobre o assunto.

O líder americano falou com Netanyahu por telefone antes de deixar a Casa Branca para participar de um evento de arrecadação do Partido Democrata na Costa Oeste. O porta-voz da Casa Branca Josh Earnest disse a repórteres a bordo do avião presidencial Air Force One que os dois líderes reafirmam o compromisso de impedir que o Irã consiga uma arma nuclear.

"Coerente com o nosso compromisso de consultar atentamente nossos amigos israelenses, o presidente disse ao primeiro-ministro que ele quer que os Estados Unidos e Israel iniciem consultas imediatamente em relação ao nosso esforço para negociar uma solução abrangente", disse Earnest. "O presidente ressaltou que os Estados Unidos vão permanecer firmes em nosso compromisso com Israel, que tem boas razões para ceticismo sobre as intenções do Irã", disse.

Implementação. O chanceler do Irã, Mohammad Javad Zarif, afirmou no domingo que o país vai começar a implementar nas próximas semanas o acordo. "Nas próximas semanas - até o fim do ano cristão - vamos começar o programa pela primeira fase. Ao mesmo tempo, estamos preparados para começar negociações por uma resolução final a partir de amanhã", disse Zarif em entrevista transmitida ao vivo pela TV estatal iraniana. / REUTERS

TV Estadão: Irã usa negociação nuclear como elemento de dissuasão

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    IsraelIrãEUA

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.