Obama: teste da Coreia do Norte é 'provocação'

O presidente dos EUA, Barack Obama, disse hoje que o "provocativo" teste nuclear da Coreia do Norte não a torna mais segura e pediu "rápida" e "credível" ação internacional em resposta. Obama também prometeu, em uma declaração escrita, que Washington permanecerá vigilante diante da detonação subterrânea norte-coreana e firme nos compromissos de defender seus aliados na Ásia.

Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 06h10

"Longe de alcançar sua meta declarada de se tornar uma nação forte e próspera, a Coreia do Norte, em vez disso, está cada vez mais isolada e empobrecendo seu povo através de sua busca imprudente de armas de destruição em massa e seus meios de lançamento", disse Obama. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACoreia do NorteObamateste nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.