Obama ultrapassa Hillary em prévias de New Hampshire

Pesquisa mostra que debate em que a senadora atacou o rival consolidou vantagem para o caucus de terça

JOHN WHITESIDES, REUTERS

07 de janeiro de 2008 | 11h32

O pré-candidato democrata Barack Obama abriu uma vantagem de 10 pontos percentuais sobre Hillary Clinton um dia antes das prévias em New Hampshire, mostrou uma pesquisa da Reuters/C-Span/Zogby divulgada nesta segunda-feira, 7.   Veja também: Hillary ataca Obama em debate na TV Obama e Huckabee saem na frente Para Obama, esperança jovens garantiu vitória Democratas Biden e Dodd desistem da disputa Patrícia: o príncipe e a desolação branca Cobertura completa das eleições nos EUA Conheça os pré-candidatos  O senador republicano John McCain, do Estado do Arizona, também começou a distanciar-se de seu rival Mitt Romney, aparecendo cinco pontos percentuais à frente do governador de Massachusetts. Essa é a primeira das pesquisas realizadas sobre New Hampshire com dados colhidos inteiramente depois do chamado caucus de Iowa, onde Obama e o republicano Mike Huckabee venceram, superando Hillary e Romney. Obama, senador pelo Estado de Illinois que tenta fazer história ao tornar-se o primeiro presidente negro dos EUA, ganhou 11 pontos percentuais para ultrapassar a antes favorita Hillary, ficando com 39% das intenções de voto contra 29% para a pré-candidata.  O ex-senador pelo Estado da Carolina do Norte John Edwards aparece em terceiro, com 19%. "Este é um empolgante movimento na direção de Obama", afirmou John Zogby, especialista em pesquisas. "Trata-se de uma alavancada em favor de Obama e de um movimento de afastamento em relação a Hillary." Segundo o especialista, a tendência favorável a Obama tornou-se ainda mais pronunciada no único dia de coleta de dados ocorrido depois do debate de sábado entre os pré-candidatos do Partido Democrata. No evento, realizado em Manchester, Hillary partiu para o ataque contra Obama e viu-se criticada por Edwards. "Isso é quase que uma repetição de Iowa", afirmou Zogby. "Nos dias anteriores à votação em Iowa, vimos Hillary perder apoio entre as mulheres, os liberais e os democratas. E isso está acontecendo novamente." Entre sexta-feira e domingo, foram entrevistados 844 prováveis eleitores democratas e 834 republicanos. A margem de erro da pesquisa é de 3,4 pontos percentuais. As prévias de New Hampshire, na terça-feira, oferecem o próximo campo de batalha no processo realizado para escolher, Estado a Estado, os candidatos republicano e democrata para a eleição presidencial de novembro, que então definirá o sucessor de George W. Bush.

Tudo o que sabemos sobre:
ELEICAOEUAOBAMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.