Obama vai a seu primeiro encontro do Nafta

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terá um encontro com o presidente mexicano, Felipe Calderón, e o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, entre domingo e segunda-feira. O trio discutirá em Guadalajara formas de aprofundar a cooperação diante da gripe causada pelo vírus A H1N1, no momento em que especialistas preveem uma nova onda de casos na América do Norte.

AE, Agencia Estado

09 de agosto de 2009 | 15h42

A lista de assuntos deste quinto encontro do Acordo de Comércio Livre da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês) é longa. Os vizinhos pedirão a Obama para explicar o rumo da economia norte-americana e devem reclamar sobre a preferência para produtos produzidos no próprio território dos EUA, no pacote de estímulo de US$ 787 bilhões. Também devem ser discutidos a crise em Honduras, a mudança climática, a imigração de mexicanos, muitos deles ilegais, e o problema do narcotráfico na região fronteiriça entre o México e os EUA.

A previsão era que Obama tivesse um encontro com Calderón ainda na noite deste domingo e que os três líderes jantassem juntos. Na segunda-feira, haverá encontros formais.

Quando o presidente dos EUA visitou o México em abril, a atual pandemia ainda era pouco conhecida, inclusive para a Casa Branca. Um auxiliar de Obama voltou doente do encontro. O assessor e sua família se recuperaram.

John Brennan, principal assessor para segurança interna de Obama, aponta que inevitavelmente haverá mais mortes pela doença. Porém a prioridade agora, aponta ele, é garantir que foi feito todo o possível para minimizar seus danos e "a continuação do comércio e transporte entre os três países". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaEUAMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.