Obama vence disputa democrata na Virginia

O pré-candidato democrata BarackObama ampliou sua série de vitórias sobre a senadora HillaryClinton na briga pela indicação do partido às eleiçõespresidenciais dos EUA, ao vencer a disputa na Virginia. O Estado é um dos três locais que realizam votações naregião da capital norte-americana nesta terça-feira, ao lado deMaryland e do Distrito de Columbia (equivalente ao distritofederal) e espera-se que Obama obtenha fáceis vitórias após sesobrepor a Hillary nas disputas do fim de semana. O favorito para obter a indicação do Partido Republicano, osenador John McCain, e seu principal adversário, oex-governador do Arkansas Mike Huckabee, travavam uma brigaacirrada na Virginia. A votação ocorre sob muito frio. Apesar disso, analistasprevêem um forte comparecimento. As urnas foram fechadas às 19hna Virgínia (22h pelo horário de Brasília) e uma hora depoisserão fechadas em Maryland e no Distrito de Columbia. Obama, que tenta ser o primeiro negro a governar os EUA,tem uma ligeira vantagem em termos de delegados escolhidos atéagora para a convenção de agosto. Ele é apontado como favorito nas disputas destaterça-feira, depois de vencer Hillary em Maine, Louisiana,Nebraska, no Estado de Washington e nas Ilhas Virgens no fim desemana. Todas as três disputas desta terça aconteceram em terrenosférteis para Obama, com um grande número de eleitores de altarenda, que têm favorecido o senador por Illinois, além doseleitores negros, que o têm apoiado maciçamente. Entre os republicanos, McCain acumula uma vantagem quaseinsuperável em termos de delegados já comprometidos com suacandidatura e consolidou seu favoritismo com a desistência doex-governador de Massachusetts Mitt Romney, na semana passada. Apesar disso, Huckabee venceu em dois dos três Estados quefizeram prévias republicanas no sábado, e tem apoio de umaparte do eleitorado do partido que considera que McCain não ésuficientemente conservador em questões como imigração e cortesde impostos. Hillary, que é senadora por Nova York, expressou confiançano futuro de sua campanha, apesar de parecer já ter desistidodas disputas desta terça-feira e das batalhas da semana que vemem Wisconsin e no Havaí, todas favoráveis a Obama. Ela preferiuse concentrar nas vitais votações de 4 de março em Estadosmaiores, como Texas e Ohio. (Reportagem adicional de Deborah Charles, Jeff Mason,Andrew Stern e Caren Bohan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.