Obra de expansão do Canal do Panamá será retomada

O administrador do Canal do Panamá informou que as obras de expansão serão retomadas hoje, duas semanas após serem interrompidas por conta de desacordos referentes a custos extras de US$ 1,6 bilhão.

AE, Agência Estado

20 de fevereiro de 2014 | 03h01

Apesar de o consórcio europeu aceitar retomar o projeto de expansão, ainda não há um acordo final sobre como financiar o restante do obra. A disputa se iniciou em janeiro, com ameaças de paralisar o projeto de expansão do canal.

O consórcio é formado basicamente pela espanhola Sacyr e pela italiana Salini Impregilo, cada uma com 48% de participação. As duas empresas não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

A expansão do Canal, que é um atalho entre os oceanos Pacífico e Atlântico, começou em 2007 e deve ser concluída no fim de 2015. O projeto custa US$ 5,2 bilhões e cerca de 70% da obra, cujo objetivo é aprofundar o canal e ampliar a largura, já está concluída. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Panamácanal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.