Observadores da ONU são seqüestrados na Georgia

Seis observadores militares das Nações Unidas (ONU) foram seqüestrados na região de Kodori, entre Georgia e a república Abjazia, informaram representantes do governo da Georgia. Segundo o Ministério da defesa de Abjazia, homens armados abriram fogo contra o caminhão que transportava homens da ONU e soldados russos e seqüestraram os observadores. Três soldados das forças de paz russas foram liberados. Este foi o terceiro seqüestro de observadores da ONU em três anos. Em duas ocasiões, os reféns foram liberados após negociações. A república autônoma de Abjazia entrou em guerra duas vezes contra a Georgia (1992 e 1994). O cessar-fogo na região é vigiado por uma missão de observadores militares da ONU e por soldados das forças de paz russas sob a tutela da Comunidade de Estados Independentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.