Ocidentais fogem do Líbano; ataques continuam

Aviões de guerra israelenses atacaram uma base militar nos arredores de Beirute em uma nova série de bombardeios que provocou a morte de pelo menos 16 pessoas no Líbano nesta terça-feira, sendo 11 militares e cinco civis. Ao mesmo tempo, ativistas do grupo guerrilheiro Hezbollah promoveram novos disparos de foguetes contra o norte de Israel na tarde desta terça-feira e provocaram a morte de uma pessoa na cidade de Nahariya, informaram autoridades locais.Enquanto isso, estrangeiros continuam fugindo do Líbano, famílias migram do sul para o norte do país com medo dos bombardeios israelenses. A bordo dos carros, as pessoas tremulam bandeiras brancas pelas janelas na esperança de não serem atacadas por Israel.Diplomatas, por suas vez, dão seqüência a seus esforços para que cessem as hostilidades entre Israel e o Hezbollah, mas líderes israelenses já advertiram que suas operações militares poderiam se estender por semanas.Israel desencadeou uma série de incursões e ataques contra o Líbano na quarta-feira passada, horas depois de ativistas do Hezbollah terem capturado dois soldados israelenses na fronteira entre os dois países.Com as mortes ocorridas nesta terça-feira, o saldo total de falecimentos do conflito já alcança 251, sendo 226 libaneses e 25 israelenses.Matéria atualizada às 12h58

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.