OEA discute envio de missão para avaliar a crise

A Organização dos Estados Americanos (OEA) discutia em uma sessão na noite de ontem a crise política provocada pela deposição do agora ex-presidente paraguaio, Fernando Lugo. O governo de Honduras propôs que o secretário-geral da entidade, José Miguel Inzulza, lidere uma missão do bloco interamericano a Assunção para avaliar o cenário político do país. A iniciativa foi respaldada por México, Chile, EUA e Guatemala.

O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2012 | 03h07

"O juízo político contra Lugo não respeitou o direito de defesa que cabe a todos os cidadãos", disse o diplomata hondurenho Leonidas Rosa Bautista. A Nicarágua pediu a suspensão temporária do Paraguai da entidade, mas outros países consideraram a questão uma intromissão em assuntos paraguaios. Para Inzulza, no entanto, a queda de Lugo contém um aspecto novo . "Não se trata de um desrespeito à lei, mas as normas trouxeram prejuízo à democracia. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.