OEA enviará observadores

A Organização dos Estados Americanos (OEA) decidiu esta semana enviar observadores para acompanhar as eleições presidenciais paraguaias, marcadas para abril. Menos de um mês depois da destituição do presidente Fernando Lugo, uma missão da OEA chefiada pelo secretário-geral da entidade, José Miguel Insulza, concluiu não ter havido "ruptura da ordem constitucional", conforme haviam concluído os países do Mercosul e da Unasul. Integrantes dos blocos sul-americanos, porém, incluindo o Brasil, rejeitaram as conclusões da missão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.