Ofensiva contra Al-Qaeda mata 23 no Iêmen

Uma ofensiva do Exército iemenita, apoiada por ataques de aviões não tripulados americanos (drones), contra radicais islâmicos deixou ao menos 23 mortos ontem. O ataque aconteceu após a revelação de que um agente infiltrado pelo Exército saudita frustrou um atentado planejado pela Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) contra alvos americanos.

SANAA, O Estado de S.Paulo

13 Maio 2012 | 03h02

Segundo as autoridades iemenitas, uma ofensiva combinada do Exército e da Força Aérea contra cidades do sul do país tentou retomar as cidades de Zinjibar e Jaar do controle dos militantes islâmicos. Três militares iemenitas morreram nos confrontos.

"A guerra aos terroristas não acabará até que não os expulsemos de cada província e de cada povoado", disse o presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, que substituiu o ex-líder Ali Abdullah Saleh no começo do ano, após meses de protestos pró-democracia no país. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.