Ofensiva da Otan mata 21 civis no sul do Afeganistão

Vítimas teriam sido confundidas com insurgentes durante ataque aéreo; outras 14 pessoas ficaram feridas

Efe

22 de fevereiro de 2010 | 05h29

Pelo menos 21 civis morreram e 14 ficaram feridos durante uma ofensiva aérea lançada pelas tropas da Otan no sul do Afeganistão, informou nesta segunda-feira, 22, o Ministério do Interior do país.

 

O porta-voz, Zemarai Bashary, informou que as tropas da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), comandada pela Otan, atacaram um grupo de pessoas que viajavam a bordo de veículos entre os distritos de Chora, pertencente à província meridional de Uruzgan e Kajran, na vizinha Daykundi.

 

A Otan reconheceu que "um número de indivíduos" morreram e ficaram feridos durante uma ofensiva aérea em Uruzgan.

 

Em comunicado, a força Isaf explicou que as tropas localizaram um grupo de supostos insurgentes que estaria "em rota" para lançar um ataque contra uma patrulha militar.

 

A força Isaf interceptou o grupo e disparou contra ele com armas aéreas. Quando os soldados chegaram ao local do confronto encontraram mulheres e crianças e transportaram os feridos a um hospital de campanha, diz a nota.

 

O comando da Otan abriu uma investigação para esclarecer o ocorrido

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãotalebanOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.