Ofensiva dos EUA não altera vôos do Brasil para exterior

O início dos ataques ao Afeganistão ainda não alterou a rotina dos vôos que estão saindo do Brasil para o exterior. De acordo com informações da Infraero do Aeroporto de Cumbica, em São Paulo, até o início da tarde deste domingo não havia nenhum cancelamento de vôo para os Estados Unidos e outros países, contrariando informações de que algumas companhias já estavam cancelando seus vôos em razão dos bombardeios ao Afeganistão. A United Airlines garantiu que todos os vôos de hoje para os EUA, dois saindo de São Paulo e um do Rio de Janeiro, estavam confirmados e que adireção da companhia, nos EUA, ainda não havia divulgado nenhum comunicado oficial sobre qualquer alteração. O que a companhia fez, há cerca de três semanas, foi cancelar os vôos para Nova York. "Mudamos a rota para Miami, ou seja, os vôos estão saindo do Brasil direto para Miami, mas até o final do ano as rotas para Nova York estarão sendo normalizadas", disse uma funcionária da companhia. A British Airways também não alterou seus vôos para Londres. "Até o momento, tudo está dentro da normalidade", disse um funcionário da empresa. E completou: "Todas as outras companhias estrangeiras também estão operando normalmente, inclusive as americanas." A Continental Airlines também confirmou seus dois vôos com saída de São Paulo, às 21h10 com destino a New Jersey e às 21h20 com destino a Houston. E a Delta Airlines também não alterou seu vôo de hoje com destino à Atlanta. Todos os oito vôos da Varig marcados para hoje, com saída do Brasil para os Estados Unidos, com destino às cidades de Miami, Nova York e Los Angeles, também estão mantidos. Outra companhia brasileira, a TAM, também informou que seu vôo de hoje para Miami, com saída prevista de Guarulhos para às 22h23 de hoje, também está mantido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.