Ofensiva militar provoca fuga de centenas de filipinos

Pelo menos 600 moradores da província filipina de Bukidnon - Mindanao, no sul do país - abandonaram suas casas em meio a uma operação lançada pelo Exército contra guerrilheiros comunistas na região. A população de duas aldeias de Malaybalay, 870 quilômetros a sudeste de Manila, fugiu por medo do fogo cruzado na operação militar, informou a televisão local ABS-CBN.O Exército iniciou a operação na semana passada, com o objetivo de expulsar de Bukidnon e da vizinha província de Agusan do Sul os guerrilheiros do Novo Exército do Povo (NEP), braço armado do Partido Comunista das Filipinas, que está na ilegalidade.A operação faz parte da campanha do governo para acabar em dois anos com a guerrilha comunista mais antiga de Ásia, que atua desde 1969. Apesar da intensificação das operações, o NEP aceitou uma trégua temporária na província de Sorsogon, no extremo sul de Luzon, para permitir a evacuação dos moradores das proximidades do vulcão Bulusan, diante do risco de erupção. P

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.