Oficial dos EUA é acusado por abusos em Abu Ghraib

O Exército dos Estados Unidos acusou formalmente o ex-chefe do centro de interrogatórios da prisão de Abu Ghraib, no Iraque, de abusos contra prisioneiros. As acusações incluem crueldade, maus-tratos e negligência O tenente-coronel Steven Jordan é o militar americano de patente mais alta a enfrentar acusação criminal por envolvimento no escândalo de abuso físico e humilhação sexual de prisioneiros iraquianos. Dois oficiais de patente mais elevada que trabalhavam em Abu Ghraib foram advertidos mas não responderam a processo criminal, e dez soldados de baixa patente foram condenados por abusos ocorridos entre 2003 e 2004. Um correspondente da BBC em Washington, Jonathan Beale, disse que grupos defensores de direitos humanos elogiaram a abertura de processo contra um oficial, mas estão revoltados com o fato de nenhum membro do governo do presidente George W. Bush ter assumido a responsabilidade pelo ocorrido em Abu Ghraib.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.