Oficial posta na internet críticas a Obama

Camp Pendleton, Califórnia, 6 - Um oficial da Marinha dos EUA pode ser dispensado depois de postar declarações críticas sobre o presidente, Barack Obama, na internet. Um comitê da Marinha foi informado durante uma audiência que durou quase toda a quinta-feira que o sargento Gary Stein, de 26 anos, escreveu no Facebook e em outros sites que Obama é um covarde e "o inimigo econômico e religioso".

Agência Estado

06 de abril de 2012 | 10h41

Stein pediu a derrota de Obama nas eleições de novembro - chegou a escrever "dane-se Obama" em um dos posts - e fundou um site chamado Forças Armadas do Tea Party, aparentemente em apoio ao partido ultraconservador Tea Party. Em um site ele vendia adesivos para para-choques de carros onde se lia "NOBAMA 2012". O comitê formado por três membros que se reuniu em Camp Pendleton, uma base militar no sul da Califórnia, recomendou uma demissão honorária do sargento. A decisão final será tomada por um comandante-geral.

Durante a audiência os advogados do sargento argumentaram que, como os comentários foram feitos fora do serviço, eles são protegidos por garantias constitucionais de liberdade de expressão e disseram que a legislação da Marinha sobre o assunto é vaga. Segundo os advogados de Stein, restringir os servidores da Marinha na participação de discussões políticas essencialmente os reduz a cidadãos de segunda classe.

Stein, que serviu no Iraque, trabalha atualmente em Camp Pendleton. Seu alistamento expira em julho e ele pretendia se realistar. As informações são da Dow Jones. (Danielle Chaves)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMarinhaObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.