OIT: acidentes e doenças do trabalho matam 5 mil por dia

Cerca de 5 mil pessoas perdem a vida por dia em decorrência de acidentes ou doenças de trabalho. É o que informou hoje a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que fará uma cerimônia dedicada a essas vítimas segunda-feira, em Genebra, na Suíça.A OIT estima em cerca de 2 milhões o número de trabalhadores, homens e mulheres, que morrem por ano por causa de acidentes ou doenças ligados ao trabalho. As guerras provocam 650 mil mortos por ano no mundo.Os acidentes causam 350 mil mortos por ano. Por cada acidente mortal ocorrem mil acidentes não mortais, que provocam incapacidades parciais ou permanentes e a perda de remunerações, segundo a OIT. As substâncias perigosas matam a cada ano 340 mil pessoas, só o amianto 100 mil pessoas.De acordo com a OIT, a maioria dos acidentes mortais poderia ser evitada com medidas de prevenção. A agricultura, a construção e as minas são os setores mais perigosos nos países em desenvolvimento e nos industrializados. Uma publicação da OIT sublinha que a presença de sindicatos reduz consideravelmente o número de acidentes e de problemas de saúde no trabalho.A cerimônia de segunda-feira será presidida pelo director-geral do departamento Internacional do Trabalho, Juan Somavia. O secretário-geral da ONU, Kofi Anan, enviará uma mensagem em vídeo. Entre as personalidades convidadas figuram representantes dos bombeiros de Nova Iorque da Suíça, França, Itália e do Reino Unido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.