Oito morrem em conflitos entre extremistas e Polícia na Nigéria

Militantes islâmicos atacaram policiais com lanças e flechas em represália à prisão de seu líder

Associated Press,

28 de dezembro de 2009 | 15h53

Autoridades nigerianas informaram nesta segunda-feira, 28, que militantes islâmicos armados com lanças e flechas atacaram policiais no norte do país em um dia de violência que deixou ao menos oito pessoas mortas.

 

Mohammed Maigari, funcionário do governo da cidade de Bauchi, afirmou que a violência teve início no município no norte do país quando um grupo conhecido como Kala Kato iniciou um ataque para pedir a libertação de seu líder. Testemunhas disseram que várias casas foram incendiadas durante os confrontos.

 

O líder do Kala Kato foi capturado e submetido a interrogatórios a respeito do massacre contra a seita islâmica Boko Haram. Em julho, um conflito iniciado por integrantes do Boko Haram em uma delegacia deu início à onda de violências que já deixou mais 700 mortos.

Tudo o que sabemos sobre:
NigériaIslãÁfrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.