Oito mortos após explosão de gás em mina na China

Com cerca de 10 mil vítimas ao ano, país tem o maior índice de mortos por acidentes de trabalho do mundo

EFE

17 de outubro de 2009 | 06h21

Oito pessoas morreram após uma explosão de gás em uma mina de carvão, situada na província de Hunan, no centro da China, informou neste sábado a agência oficial de notícias chinesa "Xinhua".

 

Segundo o Departamento da Indústria do Carvão da província, as equipes de resgate já recuperaram todos os corpos das pessoas que ficaram soterradas na mina após a explosão. O acidente ocorreu na sexta-feira, quando os mineiros trabalhavam em um poço da mina de carvão Jiahe, na cidade de Chenzhou, que pertence ao Grupo Xiangmei, uma das empresas mineiras maiores de Hunan.

 

O Governo chinês tenta medidas drásticas para frear o grande número de acidentes de mineração, entre elas a imposição de pena de morte para os donos que tentem ocultar acidentes e informações, mas a verdade é que os casos não diminuem.

 

Com cerca de 10 mil mortos ao ano, a China registra o índice de mortos por acidentes de trabalho mais alto do planeta, concentrado em sua maioria no setor de mineração devido à falta de implementação das medidas de segurança e ao estado obsoleto das instalações.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAEXPLOSÃOMINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.