Oleoduto sofre ataque na Colômbia

A guerrilha colombiana atacou, com explosivos, um oleoduto e torres de comunicação no país, ao mesmo tempo em que a polícia anunciava ter apreendido um poderoso arsenal destinado a ações extremistas, informaram fontes oficiais nesta quarta-feira.Supostos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) dinamitaram o oleoduto Caño Limón-Coveñas - o segundo maior do país, com fluxo diário de 120.000 barris de petróleo - na altura do município de El Tarra, 470 quilômetros a nordeste de Bogotá, informou a polícia do Departamento de Santander do Norte.Este é o segundo ataque contra o oleoduto nos últimos três dias. No domingo, uma carga de dinamite foi colocada na região de Arauca, fronteira com a Venezuela, e explodiu quando especialistas tentavam desativá-la. Desde então, o bombeamento de petróleo está suspenso.Também na região de El Tarra, supostos membros das Farc explodiram torres de comunicação, mas a polícia não sabia informar a extensão dos danos.Simultaneamente, tropas do Exército descobriram um suposto arsenal das Farc, composto por 1.176 bananas de dinamite, 16 fuzis, uma metralhadora e uma carabina. O arsenal foi descoberto em Suratá, 350 quilômetros a nordeste de Bogotá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.