Komandir/ Showtime/WashingtonPost
Komandir/ Showtime/WashingtonPost

Oliver Stone quer 'revelar' Putin a americanos 

Famoso por fazer filmes sobre temas políticos atuais, Stone declarou que ficou surpreendido com Putin

O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2017 | 05h00

Após fazer filmes e documentários com visões positivas sobre personagens como o ditador cubano Fidel Castro e espião Edward Snowden, o cineasta americano Oliver Stone dedica-se a divulgar o resultado de 12 entrevistas com o presidente russo, Vladimir Putin, pivô de uma crise no governo de Donald Trump.

Famoso por fazer filmes sobre temas políticos atuais, Stone declarou que ficou surpreendido com Putin. “Ele é o verdadeiro filho da Rússia. Posso dizer que me maravilho com seu hábito de disciplina, sua capacidade de realizar seu trabalho durante 16 anos, com sua tenacidade e com seu modo de trabalhar”, disse o diretor nova-iorquino ao New York Times, sem esconder o fascínio que o líder russo tem sobre ele.    

O canal americano Showtime começou a exibir ontem e mostrará até quinta-feira as quatro horas de entrevistas. Em certo trecho, Stone elogia: “Você é um excelente gerente empresarial. A Rússia é a sua empresa”.

Nos dois primeiros capítulos, Putin não faz revelações e reitera suas posições sobre as acusações de ingerência na campanha presidencial americana. Também observa que, “particularmente nos últimos tempos, o governo americano considera a Rússia como um rival”. O diretor de 70 anos encontrou Putin entre julho de 2015 e fevereiro de 2017. / AFP

 

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaVladimir PutinOliver Stone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.